Celinet

HMC

VN Promotora

Loja Minas

Rannon

Rogério Monteiro Notícias

OPERAÇÃO DA DELEGACIA DE POLÍCIA CIVIL DE ITAPORANGA D’AJUDA, EM CONJUNTO COM A DELEGACIA DE CRISTINÁPOLIS E DIPOL, PRENDE 08 PESSOAS E DESARTICULA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA DE ASSALTANTES DE VEÍCULOS

 

Após aumento vertiginoso nos casos de roubos de veículos na região sul-sergipana, a Delegacia de Polícia Civil de Itaporanga D’Ajuda foi designada, por meio da Coordenadoria de Polícia Civil do Interior - COPCI, a assumir as investigações e cessar a série de assaltos que vinha amedrontando a população da região.

A INVESTIGAÇÃO 

Há cerca de um mês as investigações iniciaram e com o importante apoio estratégico da Divisão de Inteligência da Polícia Civil - DIPOL os investigadores chegaram à conclusão de que uma Organização Criminosa – ORCRIM, composta por membros do Estado de Sergipe e e Bahia, estava agindo na região roubando carros (em sua maioria pick-ups) e motos. Após a subtração, os veículos eram enviados para o estado vizinho onde eram adulterados e vendidos a outros receptadores. O inverso também acontecia: veículos roubados na Bahia eram vendidos em Sergipe.

Durante a investigação constatou-se ainda que o grupo criminoso era formado por aproximadamente 10 membros, inclusive adolescentes, que possuíam funções específicas: suporte logístico, apontadores, executores, adulteradores e receptadores. 

OPERAÇÃO SEM FRONTEIRAS 

Após mapeamento da ORCRIM e as devidas representações feitas pelo Delegado, a Justiça expediu Mandados de Prisão e as Equipes Policiais, em cooperação com o DIPOL, deliberou que o melhor momento para deflagrar a Operação foi na última quarta-feira, 17/02/2021, quando um dos integrantes estava voltando da Bahia com um veículo roubado para realizar mais uma série de assaltos.

A OPERAÇÃO SEM FRONTEIRAS foi deflagrada na cidade de Estância, onde foram presos inicialmente um adolescente e seu cunhado ADMES GOMES SILVA, conhecido na ORCRIM como BAHIA/NOVAES. Com a dupla foi apreendida uma motocicleta com numeração suprimida, provavelmente proveniente de roubo, um revólver calibre .32 utilizado em diversos assaltos, uma pequena quantidade de maconha e um celular roubado, fruto de um assalto cometido por eles na cidade de estância, quando, na ocasião, foi levada também uma Saveiro. Cabe destacar que o indivíduo antes identificado pela alcunha de BAHIA ou NOVAES tratava-se de ADMES GOMES SILVA, criminoso de alta periculosidade que possuía quatro mandados de prisão, sendo dois de recaptura, visto que havia fugido de um presídio do Estado da Bahia e de outro em Sergipe.

Na sequência, os investigadores partiram para a cidade de Aracaju e efetuaram a prisão do terceiro integrante da ORCRIM, também responsável pela execução dos crimes, chamado de RAMON VIEIRA SANTOS, vulgo RAMOM PEZÃO. Entre outros crimes, RAMON PEZÃO confessa ter roubado uma HONDA POP PRETA em Estância, próximo ao cemitério da cidade.

Ainda em terras Sergipanas os policiais efetuaram a prisão de REINALDO DE AQUINO DIAS, vulgo JÚNIOR e de JOSÉ DIEGO SOUZA , vulgo DIEGO MELENGUÊ ou GORDO na cidade de Umbaúba. Júnior é apontado como responsável por um suporte logístico e o DIEGO GORDO cuidava da adulteração e receptação dos veículos. Com DIEGO, que já responde por crime da mesma espécie, os agentes apreenderam uma munição de cal. 38 e uma motocicleta Honda Bros com restrição de roubo, a qual havia sido tomada de assalto na noite do dia anterior na cidade baiana de São Gonçalo dos Campos.

Na continuidade da Operação, JANICLÉCIA DA CONCEIÇÃO foi presa na cidade de Cristinápolis, pois além de também dar suporte logístico à ORCIM, acabou sendo flagrada com um celular que havia sido roubado no Povoado Terra Caída.

Rompendo as fronteiras, as equipes policiais seguiram para o estado da Bahia e, nas primeiras horas do dia 18, prenderam na cidade de Feira de Santana o casal GLEDSON LUCIANO e TAINARA MOURA. Com eles foram apreendidos 1 pistola glock cal. .380 com várias munições, jóias, dinheiro, incluindo notas falsas, documentos falsos, placas de veículos e lacres de placas. Confirmando o que a Investigação apontava, as equipes apreenderam com Gledson uma caminhonete S10 que havia sido tomada de assalto na cidade de Umbaúba, roubo este que causou muita comoção no município. Segundo as investigações Luciano era responsável pela receptação dos veículos subtraídos pelos executores e posterior venda aos receptadores finais. O mesmo já havia sido preso pela Polícia Civil baiana em outras oportunidades pelo mesmo crime.

PERICULOSIDADE DA ORCRIM 

A Polícia Civil faz questão de ressaltar a violência que era empregada pelos membros da ORCRIM em suas ações. Um caso que causou temor na população ocorreu no Povoado Terra caída, na cidade de Indiaroba, em 02/01/2021. Na ocasião, ADMES, RAMON e o adolescente apreendido estavam armados, invadiram uma residência, fizeram uma família refém e subtraíram seus pertences, dentre eles um veículo gol e celulares. Durante o assalto, os elementos ainda atiraram em duas vítimas (um homem e uma mulher), as quais foram atingidas pelos disparos, mas foram socorridas e sobreviveram ao atentado. A arma de fogo utilizada no crime foi apreendida durante esta Operação.

BALANÇO DA OPERAÇÃO

A Operação durou 4 dias e tem os seguintes números • 08 pessoas foram presas • 02 armas de fogo apreendidas (uma pistola Glock e um revólver cal. 32) • munições de vários calibres • notas falsas de dinheiro • documentos falsos • 02 motocicletas com restrições • 01 caminhonete S10 com restrição de roubo • jóias • dinheiro • droga • celulares com restrição de roubo.



O Delegado Paulo Cristiano, que comandou a operação, ressalta que as investigações continuam no sentido de recuperar mais bens subtraídos pela ORCRIM e pede que pessoas que tenham informações que possam ajudar à Polícia, denunciem através do número 181.

0/Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem